quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

TUDO TEM SUA HORA CERTA DE ACONTECER

Algumas pessoas acreditam que nada acontece por acaso, outras, que tudo é uma questão de lutar e conquistar. E eu, particularmente, acho que é um pouco das duas, pois, sem acreditar não há razões para seguirmos em frente, afinal de contas, se não sabermos o que queremos: pra que seguir adiante? Algumas pessoas preferem ter os pés no chão, não ficar sonhando com uma série de coisas, eu, mais uma vez particularmente, acho que os sonhos nada mais são do que pontos que precisamos alcançar em nossa caminhada, que se iniciou quando nascemos.
                Atente para “nossa caminhada” que quer dizer no contexto que estamos em movimento, seguindo adiante, pois sonhar e ficar parado... Sinto muito, mas com certeza eles ficarão apenas em seus pensamentos... É preciso seguir em frente e, por mais difícil que pareça, é preciso seguir em frente, por mais que lhe digam: Desista... Isso não vai dar certo... Você não leva jeito para a coisa... Continue, ainda mais se for algo nato, não se deixe abater por comentários negativos, pois, infelizmente, no mundo que vivemos, para nos derrubar encontramos muitos.
                É preciso encontrar o caminho certo naquilo que sabemos fazer melhor e exercê-lo com amor e sabedoria. Lembra-se sobre o que falei sobre algo nato? Para aqueles que não sabem o que isso quer dizer: é o dom que nasce conosco, nossas aptidões, enfim, continuando... A banda Mamonas Assassinas lutou durante muitos anos como Utopia, chegar a gravar um disco que não chegou a vender mil cópias, contudo, continuaram tocando, até que descobriram o caminho certo e, estando no caminho certo, tendo amor e sendo algo nato, não demorou muito para fazerem shows pelo Brasil inteiro todos os dias.
                Algumas bandas de Heavy Metal também demoraram um bom tempo para alcançarem algum sucesso. Muitas sobreviveram durante anos enfurnadas em suas garagens, compondo, fazendo covers e, o mais importante de todos: se aprimorando até chegar o momento certo, o tempo de colher os frutos dos primeiros passos que são extremamente importantes. Muitas pessoas querem nascer e sair correndo, se esquecem que é preciso engatinhar primeiro, depois, os primeiros passos, segurando-se em móveis, depois com a ajuda de alguém e mais pra frente, sozinho. É preciso saber respeitar nossas limitações, pois todos nós temos limites e todos nós estamos crescendo com o passar dos dias e com as situações que vivemos.
                A Casa de Ossos originalmente foi escrita no ano de 2002, mas só foi lançada em Setembro/11. Tentei lançá-la em anos anteriores, mas as editoras não demonstraram interesse, mesmo tendo dois cds lançados mundialmente (o projeto Hamlet e o House of Bones), mesmo meu nome sendo conhecido no Heavy Metal brasileiro. Era frustrante... Poderia ser pelo fato da história ser ruim? Sim, claro, como disse, sou um eterno aprendiz, contudo, preferi pensar que não era o momento dela vir ao mundo e, mesmo não alcançando meus desejos, continuei escrevendo. Mesmo sem esperanças de lançar, continuei. Pelo amor as palavras, por contar uma história, por descrever as cenas que passavam pelo meu cérebro que, sinceramente, às vezes acho perturbado.
                Continuei por que isso é algo que Deus me deu (desculpa se você não acredita, mas uma das coisas boas que tenho é o respeito sobre religiosidade das pessoas e, portanto, espero o mesmo), algo que fazia por prazer, por amor, que não visava ser um escritor famoso viajando pelo mundo em uma Ferrari ou em uma Harley Davidson com os cabelos ao vento. Para mim o carro tem que andar e não quebrar e moto, bem, minha mãe tem pavor e minha namorada não gosta e acho que ficaria mais seguro com quatro rodas no chão, com duas pernas já vivo tropeçando, imagina sobre duas rodas...
                Mas hoje meu livro foi lançado, acredito que seja é o momento certo, hoje, mais velho, mais consciente e mais maluco, tenho consciência de meus esforços e de toda persistência, sim meu caro amigo, é preciso persistir, seguir sempre em frente, não se esquecer que as barreiras existem para separar aqueles que querem chegar em algum lugar daqueles que simplesmente nadam a favor da correnteza. Claro, cometerei outros erros, mas não os mesmos que poderia cometer em minha adolescência. Por isso digo, acreditem, sigam e não se esqueçam que a humildade é o principio da sabedoria e do companheirismo também, pois ninguém gosta de pessoas que se acham melhores que as outras, pois no fundo, ninguém é melhor que ninguém e todos, todos nós, possuímos um lugar neste mundo e uma razão para estarmos aqui.
                Tudo que é preciso: seguir em frente e procurar nos encaixar em algum lugar, acreditar em nós mesmos e continuar fazendo o que gostamos, mesmo quando todas as portas parecerem fechadas, por exemplo, A Casa de Ossos tem dez anos, nestes dez anos foram criados mais dez livros que esperam o momento certo de seu lançamento.
                Felicidades a todos e não se esqueçam que a única coisa que cai do céu é chuva, meteoros, titica de pombo, bitucas de cigarros...